Home / Agrícola / Qual a diferença entre: matéria prima, ingrediente ativo, produto técnico e produto formulado?

Qual a diferença entre: matéria prima, ingrediente ativo, produto técnico e produto formulado?

Entenda a diferença entre matéria-prima, ingrediente ativo, produto técnico e produto formulado a partir das orientações regidas por lei, conforme o decreto 4.074/02.

Para entender a diferença entre matéria-prima, ingrediente ativo, produto técnico e produto formulado, é importante considerar o que diz o decreto 4.074/02, no Art. 1º:

XXIV – matéria-prima – substância, produto ou organismo utilizado na obtenção de um ingrediente ativo, ou de um produto que o contenha, por processo químico, físico ou biológico;

XVII – ingrediente ativo ou princípio ativo – agente químico, físico ou biológico que confere eficácia aos agrotóxicos e afins;

XXXVII – produto técnico – produto obtido diretamente de matérias-primas por processo químico, físico ou biológico, destinado à obtenção de produtos formulados ou de pré-misturas e cuja composição contenha teor definido de ingrediente ativo e impurezas, podendo conter estabilizantes e produtos relacionados, tais como isômeros;

XXXV – produto formulado – agrotóxico ou afim obtido a partir de produto técnico ou de pré-mistura, por intermédio de processo físico, ou diretamente de matérias-primas por meio de processos físicos, químicos ou biológicos;

Assim exemplificamos:

A matéria-prima pode ser a substância encontrada na natureza que, após passar por um processo químico, físico ou biológico, transforma-se num ingrediente ativo.

O produto técnico (PT) possui o ingrediente ativo acrescido de outros componentes, visando a melhoria do produto.

Já o produto formulado (PF), que é comercializado para os agricultores, é o Produto Técnico com mais alguns ingredientes. Sempre o PF tem concentração menor que o PT.

Em suma, trata-se de etapas do processo de obtenção do produto final.

%d blogueiros gostam disto: